CPLP preocupada com instabilidade em Moçambique

CPLP preocupada com instabilidade em Moçambique

Murade Murargy, Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), afirma que a instabilidade em Moçambique “preocupa” a organização, mas manifestou-se esperançado que o Governo moçambicano e a oposição se sentem à mesa para encontrar uma solução pacífica.

“É uma situação que me preocupa, mas estou confiante em que o Governo moçambicano e a própria oposição encontrem uma forma de se entenderem. Pode levar o seu tempo, mas acredito nisso”, afirmou ontem, à margem da sessão de abertura da reunião de Pontos Focais sobre Trabalho Infantil, que se prolonga até quarta-feira.

“Sempre que acontecem eleições, temos logo a seguir um período de instabilidade”, lembra, notando que “estamos nesse período em que a Renamo contesta sempre os resultados”.”Infelizmente, desta vez, redundou um pouco em acções militares que são protagonismos que, espero, não venham a constituir um problema grave. Vamos esperar para ver”, acrescentou.

Murade Murargy, que vai visitar oficialmente Moçambique em Março, a primeira ao seu país natal na qualidade de secretário-executivo da CPLP, nota ainda que a instabilidade pós-eleitoral acontece mesmo apesar de a Renamo ter estado presente na verificação e observação das eleições com os seus delegados.