Vítor Ramalho: Lisboa Abre Crise nas Relações com Luanda

Vítor Ramalho: Lisboa Abre Crise nas Relações com Luanda

Vítor Ramalho mostra-se preocupado com as relações com Angola e critica fortemente a actuação do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa. O secretário-geral da UCCLA, sem papas na língua, assume a crítica a decisões arbitrárias de Carlos Costa altamente lesivas das relações Lisboa-Luanda e deixa entender que Carlos Costa obedece a uma linha “europeia” que decidiu entregar o setor financeiro português a bancos espanhóis com o objetivo de fortalecer e salvar a banca espanhola. As declarações do dirigente socialista à Sic revelam a desorientação de Lisboa no seu relacionamento estratégico com a Lusofonia.

“O fim das negociações entre o CaixaBank e a empresária Isabel dos Santos pode reabrir mais uma crise nas relações entre Portugal e Angola”. O secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa acusa o Estado português de sucessivos erros diplomáticos e de se aproveitar da atual fragilidade da economia angolana. O Presidente da República não comenta o caso.

Veja o vídeo, no link abaixo:

http://sicnoticias.sapo.pt/economia/2016-04-19-Caso-BPI-pode-reabrir-crise-nas-relacoes-entre-Portugal-e-Angola