Nuno Rodrigues, Presidente da Direção da AESTP e  Miguel Alves Martins, Presidente da Direcção do  IES – Social Business School

Nuno Rodrigues, Presidente da Direção da AESTP e Miguel Alves Martins, Presidente da Direcção do IES – Social Business School

Associação Empresarial lança movimento internacional de empresas B Corp em São Tomé e Príncipe

 

Artiggo Gratis CEO Lusofono

Após o lançamento do movimento B Corp em Portugal, em setembro, o B Lab Portugal & África Lusófona cria parceria com a AESTP, que passa a ser o parceiro local para o desenvolvimento deste movimento junto do tecido empresarial em São Tomé e Príncipe

 

Nuno Rodrigues, Presidente da Direção da Associação Empresarial de São Tomé e Príncipe (AESTP), assinou hoje Acordo de Parceria com B Lab Portugal & África Lusófona para lançar o movimento internacional das B Corp no país.

“A celebração deste acordo assume-se como da maior importância para São Tomé e Príncipe porquanto introduz no país os valores do movimento B Corp, os quais, considerando a frágil economia nacional e a necessidade de motivar o tecido empresarial no sentido de uma mudança de paradigma, poderão servir como fio condutor da mudança que se impõe com vista ao crescimento económico generalizado”, salienta o responsável máximo da AESTP.

O acordo celebrado com a AESTP foi um dos primeiros passos para dar início ao movimento B Corp em países Africanos de Língua Portuguesa. Pretende-se, desta forma, elevar a transparência e as boas práticas de governo empresarial na realidade São Tomense, desafiar as empresas locais a terem um papel mais ativo na resolução dos principais problemas sociais e ambientais da região e ainda potenciar a interação e parcerias entre as empresas de São Tomé e Príncipe e a comunidade global.

Com esta parceria, a Associação Empresarial ficará responsável pela divulgação do movimento nesta região, por facilitar o acesso das empresas locais a todas as ferramentas disponíveis e por apoiar as mesmas no processo de certificação. A AESTP terá ainda um papel fundamental na articulação dos vários agentes económicos locais para a promoção desta nova forma de liderança organizacional, onde o negócio é gerido não apenas como um veículo de lucro para os seus acionistas, mas sim potenciando o valor gerado para todas as partes interessadas, nomeadamente Colaboradores, Comunidade e Ambiente.

As empresas certificadas como B Corp cumprem exigentes padrões de desempenho, a nível social e ambiental, assim como de transparência e de responsabilidade. Ao integrarem este movimento, as empresas são analisadas segundo modelos de desempenho rigorosos e objetivos, avaliando o impacto da sua intervenção junto de todos os seus Colaboradores, Fornecedores, Comunidade e Ambiente. Atualmente, o movimento conta já com cerca de 1700 empresas a nível global, presentes em 50 países e 30 indústrias. Alguns exemplos incluem a Coloradd e a Abreu Advogados (Portugal), multinacionais como a Ben&Jerry’s (Unilever), empresas de base tecnológica como a Kickstarter e empresas cotadas em bolsa como a Natura ou a Etsy.

Em Portugal, a criação e o desenvolvimento deste movimento, que teve origem nos Estados Unidos, está a cargo do B Lab Portugal & África Lusófona, um dos 6 parceiros mundiais do movimento, representado pelo Laboratório de Negócios Sociais (LNS) do IES – Social Business School.


entrada_sitePRb